Lorem ipsum dolor sit amet

setembro 26, 2018 / Agência de Notícias, Blog, Destaque, Notícias

O presidente do Instituto de Estudo de Protesto de Títulos do Brasil, Léo Barros Almada, voltou a lembrar que só o trabalho realizado pelos cartórios de protesto garante a segurança jurídica nas cobranças dos títulos de protesto e nesse sentido, valorizou a recente criação – pelo IEPTB/BR – da Central de Remessa de Arquivo (CRA).

“Através dessa nova conquista tecnológica, que é a CRA Nacional, conseguimos reunir todos os títulos de protesto de todo o País em um só lugar, o que mais uma vez agiliza e centraliza todos os processos de títulos, vindos de todos os bancos do país, centralizando e fazendo um único tipo de serviço, sem precisar que a sociedade se adapte ao fazer de cada Estado. A Central remete esses dados para todos os Institutos de Protesto dos estados que, por sua vez, os encaminham aos tabeliães dos municípios” afirmou.

Ele lamentou o fato de algumas empresas particulares estarem tentando interferir e já interferindo nestes serviços e destacou a certeza de que os cartórios de protesto desempenham essa função com destreza e de acordo com a lei. “Só os cartórios de protesto dão a segurança jurídica necessária, o que faz as Instituições prevalecerem”.

Fazendo história

Este ano, o IEPTP/BR completa 30 anos – foi criado no dia 5 de outubro de 1988, mesma data da promulgação da Constituição Brasileira. “É um prazer termos chegado até aqui e, claro, eu não poderia deixar de reconhecer que o esforço não é só meu, mas dos vários colegas que ajudaram e ainda ajudam a construir o sucesso dessa Instituição”, ressaltou Léo Almada.

O momento histórico e de reconhecimento foi lembrado através de vídeo exibido na abertura da 16ª Convergência – Encontro Nacional de Tabeliães de Protesto de Títulos e Documento de Dívida, ocorrida no dia 19 de setembro, no Centro de Convenções do Sheraton Hotel, em Cabo de Santo Agostinho (PE).

Ao longo destes anos, o encontro tem fortalecido e uniformizado os procedimentos de atuação, fundamentais para consolidar os avanços que vêm sendo conquistados. Em 2019, a 17ª Convergência será realizada no estado do Rio Grande do Sul.

Serviço com mais qualidade

“A cada ano realizamos a Convergência em um estado diferente e esperamos que continue assim, para que representantes de todos os estados participem deste grande encontro e com isso, possamos garantir à sociedade um serviço cada vez mais qualificado”, concluiu Léo.

Fonte: Ascom / Instituto de Protesto – PB

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *