Lorem ipsum dolor sit amet

 Montante recuperado pelos Cartórios de Protesto do Brasil foi 21% maior em comparação ao mesmo período do ano passado

Em abril de 2019, os cofres públicos arrecadaram R$ 15,7 milhões por meio do pagamento de 2.539 títulos junto aos Cartórios de Protesto do Brasil. A variação em relação ao mesmo mês de 2018 foi bem expressiva, no período anterior foram recuperados R$ 13 milhões, o que pontua aumento de 21% do montante arrecadado. O movimento refere-se às dívidas de contribuintes junto aos Estados, Municípios e União, como Imposto de Renda, FGTS e multas aplicadas pelas autarquias federais (Immetro,Ibama, ANTT e outros).

Outros 392.360 títulos foram enviados a protesto pelo poder público, de janeiro a abril desse ano, e estão em processo de recuperação. No total somam R$ 3 bilhões.

Os números foram apurados pelo sistema eletrônico de registro e dados do Instituto de Estudos de Protestos de Títulos do Brasil.  Prefeituras, governos e empresas têm utilizado os cartórios de protesto para cobrar dívidas em razão da rápida recuperação do crédito, da segurança jurídica e da credibilidade dos cartórios. “Em um ano com um desempenho econômico difícil, a arrecadação realizada pelos Cartórios de Protesto do Brasil é uma contribuição fundamental para a economia do país”, explica Danielle Alves, tesoureira dos Cartórios de Protesto do Brasil.

A maior recuperação de créditos ocorreu no estado de São Paulo, com R$ 3,9 milhões arrecadados, que correspondem ao pagamento de 796 títulos. Em segundo lugar, ficou o estado do Pernambuco que alcançou R$ 1,6 milhões, representando 144 títulos. Em seguida, vem o estado do Minas Gerais que arrecadou R$ 1,4 milhões por meio da quitação de 188 títulos.

 

ACOMPANHE OS NÚMEROS | abril/19

Total/valor: R$ 15.743.661,21

Total de títulos/quantidade: 2.539

Pernambuco: R$ 1.655.175,48 …………………….                     144 títulos

Minas Gerais: R$ 1.452.344,98…………………..                     188 títulos

Fonte: Banco de Dados do Instituto de Estudos de Protestos de Títulos do Brasil.

A rádio CBN destacou os dados citados em matéria exclusiva. Ouça na íntegra:

cbn.globoradio.globo.com cbn.globoradio.globo.com

 

 

 

 

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *