Lorem ipsum dolor sit amet

setembro 25, 2018 / Agência de Notícias, Notícias

Tabeliães de protesto de títulos e documentos de todo o País estiveram reunidos em torno da 16ª Encontro Convergência 2018, realizada entre os dias 19 e 21 de setembro, no Centro de Convenções do Hotel Sheraton, em Cabo de Santo Agostinho (PE). “É para nós um grande orgulho ter sediado esse evento, coincidentemente, no transcurso dos 30 e 15 anos de criação, respectivamente, do Instituto de Estudos de Protesto de Títulos do Brasil e da Seção Pernambuco”, afirmou a presidente do IEPTB-PE, Isabella Falângola.

Na solenidade de abertura, ela lembrou que, como o próprio nome diz, o objetivo principal é convergir em direção a um ideal comum, que passa, por exemplo, pela uniformização de procedimentos  da necessidade de uniformização de procedimentos, já que há 27 estados com legislações distintas, o que, querendo ou não, dificulta até para o credor que está encaminhando o protesto de título para a Paraíba ou Pernambuco, porque ele não entende que existem essas diferenças. “Precisamos padronizar os procedimentos para que cada vez mais possamos prestar melhores serviços para as pessoas”, defendeu.

Valorização cultural

A recepção aos participantes se deu com o que há de mais genuíno na cultura pernambucana, através dos tradicionais bonecos de Olinda, telas em xilogravura, uma execução do hino nacional interpretada pelo sanfoneiro Damião Mota e troféu produzido pelo artista plástico pernambucano Erron Ramos, entregue como forma de homenagem e reconhecimento a boas práticas emanadas de vários estados.

Nesse contexto, foram contemplados os estados do Mato Grosso, por ter apresentado a postecipação de todos os emolumentos; o Paraná, pelo menor índice de reclamação e resposta rápida, e São Paulo, pela captação através da CRA, de empresas que nunca protestaram antes e encaminharam títulos para todo o Brasil. Também foi exibido um vídeo documentário sobre a criação do IEPTB-BR, que teve no atual presidente Léo Almada seu precursor, de forma visionária.

Sobre o Convergência

Segundo o presidente do IEPTB-PB e vice-presidente da Anoreg-BR, tabelião Germano Toscano de Brito, o Convergência surgiu por solicitação do presidente Léo Almada, logo após a instituição do Instituto de Protesto de Títulos do Brasil. “Não tínhamos um encontro e ele sugeriu que que víssemos como criar um encontro de caráter nacional. Imaginamos esse nome baseado na Lei 04/92, que é a lei nacional que regulamenta a atividade do Instituto Jurídico de Protesto do Brasil e assim fizemos, com o estado da Paraíba sendo o pioneiro a realizar este encontro”, explicou Germano.

Ele atribuiu a criação do prêmio, entregue na ocasião, denominado Convergência Toscano de Brito, à generosidade da diretoria do Instituto nacional para homenagear os colegas e autoridades que se destacam dentro desse universo que é o IETPB. “Cada estado cria o seu, não há um padrão e é essa dinâmica que faz com que seja materializado todos os anos, de forma diferente, os sentimentos de gratidão e reconhecimento”, concluiu.

Fonte: Instituto de Protesto – PB

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *