Lorem ipsum dolor sit amet

novembro 30, 2018 / Blog, Destaque

Os cartórios de protesto, segundo levantamento obtido pela coluna, estão “enchendo os cofres” de União, Estados e municípios. Bateu em R$ 171 milhões o total de dívidas pagas ao poder público através deles, no terceiro trimestre do ano – 285% a mais do que os R$ 44,4 milhões do trimestre anterior.

A que atribuir a mudança? Segundo o Instituto de Estudos de Protestos de Títulos, que realizou a pesquisa, o aumento resulta de uma combinação de fatores: maior número de títulos cobrados, em meio ao maior endividamento de pessoas e empresas. Ajudou muito o fato de que é de graça a cobrança via cartório.

Pelos canais da Justiça, o custo médio é de R$ 9 mil.

São Paulo fica com mais de um terço do total

São Paulo teve o maior número de créditos recuperados: 9.148 títulos – de um total nacional de 26.728 –, que lhe renderam R$ 67,9 milhões. Tiveram papel de destaque, no conjunto da operação, os IPTUs atrasados.

 

(Fonte: Estadão)

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *