Lorem ipsum dolor sit amet

julho 4, 2019 / Blog, Destaque, Notícias

Os cartórios de protesto do Ceará recuperaram R$ 95 milhões aos cofres municipais e estaduais entre dezembro de 2018 e maio de 2019. A maior parte do montante (95%) foi concentrado pelos órgãos de Fortaleza. Nos municípios do interior, o total recuperado com as dívidas representou R$ 4,9 milhões. Os dados são da seção cearense do Instituto de Estudo de Protestos de Títulos do Brasil (IEPTB).

Apesar do alto valor, o total recuperado representa 14,17% do total devido aos cofres públicos (R$ 670 milhões). Fortaleza apresentou o melhor índice de recuperação de dívidas (20,70%). No interior, o retorno dos débitos é de pouco mais de 2%. Entre dezembro de 2018 e maio deste ano, foram registrados 14.113 pedidos. Desses, 3.356 foram efetivados.

Samuel Araripe, presidente do IEPTB-PB, explica que o índice de recuperação apresentado tem relação direta com caráter dos débitos. Segundo ele, boa parte dessas cobranças são muito antigas, o que dificulta o diálogo com os devedores, que podem estar morando em um local diferente ou ter mudando a forma de contato.

“Os órgãos públicos têm uma diferença para os bancos porque eles têm dívidas bem mais antigas, o que acaba tornando o processo mais difícil, falando em relação à cobrança. Ainda assim, nós do IEPTB consideramos o resultado como uma recuperação expressiva”, diz Araripe.

Fonte: G1

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *